Cron - Centro Regional de Oncologia

Viver Plenamente é: educar em prol da saúde integral

Manter hábitos saudáveis e evitar o estresse são importantes para o bem-estar no dia a dia. No entanto, dados nacionais mostram que a rotina acelerada e a elevada carga horária dos profissionais têm afastado muitas pessoas do mercado, principalmente na área da educação. Com o objetivo de auxiliar professores e valorizar o ensino, o Centro Regional de Oncologia (CRON) desenvolve projetos em prol da saúde e do bem-estar.

 

Viver Plenamente é: educar em prol da saúde integral

 

“Temos visto que um grande número de pessoas que nos procura na clínica são professores. Essa classe profissional tem se tornado mais doente do que era no passado”, destaca o médico oncologista, Renato Cramer. Para ele, a incidência dos casos se deve a jornada de trabalho exaustiva que, consequentemente, faz com que os cuidados com a saúde fiquem em segundo plano.

Estatísticas e pesquisas médicas atuais mostram que as doenças que acometem os educadores são semelhantes aquelas vistas na população em geral. Hipertensão, diabetes, obesidade, câncer e transtornos psiquiátricos, como ansiedade e depressão, são os males mais comuns.
Professora da rede pública, Ana Elisa Oterkamp Bloemker, revela que o maior desafio da educação está relacionado a saúde mental. “Atualmente os professores vivem sob muita pressão. Em função do trabalho, muitos dormem pouco e se alimentam mal”.

O ambiente competitivo e a desvalorização profissional também são motivadores de algumas doenças. Cramer afirma que para alcançar o bem-estar é importante que o local de trabalho estimule a criatividade dos professores e seja prazeroso. Além disso, hábitos saudáveis precisam ser inseridos à rotina. “O ideal é manter um sono de no mínimo seis horas por dia; hidratar-se; cuidar da voz; fazer atividades físicas regulares e manter uma alimentação balanceada”, explica o médico.

 

Viver Plenamente é: educar em prol da saúde integral

 

Valorização

Com o objetivo de estimular a evolução profissional e a melhoria da saúde, o CRON integra o Programa de Ensino e Educação (Pense), desenvolvido pelo Jornal A Hora. Ao longo do ano, escolas da rede pública e privada receberam a Caravana do Pense com workshops e palestras sobre saúde, educação, mercado de trabalho e desenvolvimento pessoal.

“A ideia da Caravana é justamente alertar os professores para que mudem seus hábitos”, ressalta o oncologista. “A saúde do professor é extremamente importante. Entendemos que um professor doente representa uma sala de aula doente”.

Entre as escolas visitadas, estava a da professora Ana Elisa, que destaca a importância do projeto. “O doutor Renato foi enfático em termos de prevenção, pois hábitos saudáveis podem evitar muitos problemas. Depois da fala dele, mudei alguns hábitos”.

Além da Caravana, o Pense incentivou professores e alunos a desenvolverem projetos em prol da educação. Ana Elisa foi uma das vencedoras com o trabalho “Língua Portuguesa”, que visa explorar gêneros textuais e sua aplicabilidade no dia a dia. “O Brasil tem cada vez mais analfabetos funcionais que passam dificuldades no mercado de trabalho. Com o projeto abordou-se problemas comuns na sociedade e dentro destes temas transversais foi trabalhado produção e interpretação dos textos”, explica a professora.

O destaque no Pense levou Ana Elisa há Faculdade Uniages, na Bahia, onde acompanhou a atuação de professores e os projetos que desenvolvidos em prol da educação, em todos os níveis de ensino. “Eles realmente vão em busca. Incrível. Voltei com desejo de aplicar tudo que aprendi e já estou fazendo um trabalho neste sentido”.

 

Texto: Jéssica R. Mallmann
Créditos: Jornal A Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENDEREÇO

R. Geraldo Pereira, 405
Alto da Bronze, Estrela - RS, 95880-000
(Dentro do hospital de Estrela)

Fone

+55 51 3720.5018

E-mail

contato@cron.med.br

CONTATO

© 2020 CRON - CENTRO REGIONAL DE ONCOLOGIA