Cron - Centro Regional de Oncologia

Conheça os Sintomas e Entenda o Diagnóstico do Mieloma Múltiplo

Avanço da medicina aumenta as chances de remissão do câncer de medula óssea

Tipo de câncer que afeta as células produzidas pela medula óssea, responsáveis por produzir anticorpos, o Mieloma Múltiplo torna o sistema imunológico mais frágil, aumentando o risco de infecções. A doença não tem uma causa específica e costuma ocorrer devido a alterações genéticas que afetam o funcionamento das células da medula óssea.

Em uma fase inicial, o mieloma múltiplo não causa sintomas, mas ao longo do tempo pode provocar sinais como fraqueza, dor nos ossos, sonolência ou anemia. O diagnóstico inicia quando pacientes com anemia, lesões ósseas suspeitas, alterações nas funções renais, aumento do nível de cálcio ou infecções de repetição são encaminhados para o hematologista – profissional especializado em doenças do sangue.

Doença considerada crônica, o câncer de medula óssea não tem cura, mas o paciente pode alcançar uma remissão. O termo significa que a doença está controlada, sendo necessário o acompanhamento regular. Nos últimos anos, com o advento da imunoterapia e novas drogas imunomoduladoras, a eficiência dos tratamentos evoluiu, alcançando resultados cada vez melhores.

O tratamento inclui quimioterapia, que consiste na união entre diferentes classes de medicamentos e o transplante autólogo de medula óssea, onde o doador é o próprio paciente. A exceção são pessoas com mais de 70 anos ou com múltiplas comorbidades, capazes de prejudicar a recuperação, para as quais o transplante não é recomendado.

Os resultados se mostram positivos logo após o primeiro tratamento, com o qual o paciente conquista uma melhora parcial ou completa. Após o transplante, é possível alcançar remissões ainda mais profundas e duradouras.

A doença ainda é um desafio e exige alto índice de suspeição, tendo em vista que os estágios avançados estão associados a prognóstico pior. Um encaminhamento rápido para o hematologista permite a instituição do melhor tratamento, podendo evitar quadros graves como diálise e fraturas ósseas.

Atendimento Humanizado

Diagnosticada com um tumor raro na medula óssea, Graciela Manini iniciou o tratamento em dezembro de 2019 com a Dra. Juliana Kratochvil, no Centro de Oncologia – CRON. Para ela, o atendimento humanizado e a acolhida por parte da hematologista e demais profissionais do CRON foi fundamental na batalha contra a doença.

“Agradeço a Dra. Juliana por ser essa profissional muito atenta e com um olhar sensível para as questões que permeiam o câncer”, destaca. Segundo Graciela, a doença, mesmo física, mexe com o psicológico do paciente e de toda a família. “Os atendimentos leves e humanizados fizeram com que a minha família encontrasse conforto e ao mesmo tempo coragem para enfrentar aquele momento difícil”, ressalta.

Passados quase dois anos do diagnóstico, Graciela também destaca o atendimento pós-remissão da doença, caracterizado pelo mesmo zelo e atenção dedicadas durante o tratamento. “No CRON, encontrei pessoas que fazem da sua profissão uma missão de vida, fazendo tudo com muito amor. Toda a equipe, desde o administrativo, enfermagem, farmacêutico, psicólogo, nutricionista e médicos fazem parte desse perfil que tem como missão cuidar dos outros.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENDEREÇO

R. Geraldo Pereira, 405
Alto da Bronze, Estrela - RS, 95880-000
(Dentro do hospital de Estrela)

Fone

+55 51 3720.5018

E-mail

contato@cron.med.br

CONTATO

© 2021 CRON - CENTRO REGIONAL DE ONCOLOGIA