Cron - Centro Regional de Oncologia

Medicamentos: riscos e benefícios com sua utilização

Nas últimas décadas o acesso dos brasileiros aos medicamentos de uso geral tem aumentado consideravelmente, e com ele, é cada vez mais comum a ocorrência de reações adversas e interações entre medicamentos nas pessoas que os utilizam. O desenvolvimento da indústria interna, a criação da política de medicamentos genéricos e o aumento ao seu de acesso através das vias públicas contribuíram para essa realidade. Neste novo contexto, cresce a necessidade do cuidado com o uso racional do medicamento.

 

Medicamentos e câncer

 

Em oncologia não é diferente. Embora os riscos e benefícios dos tratamentos utilizados como rotina nas instituições e clínicas de tratamento de câncer tenham sido amplamente estudados, é necessário um cuidado adicional quando somamos a estes medicamentos os já utilizados pelo paciente para o tratamento de outras doenças. Este é um cuidado que todo médico tem ao prescrever um medicamento ao seu paciente, e o farmacêutico é o profissional que pode contribuir otimizando a rotina do médico, fornecendo informações com embasamento científico de forma mais detalhada.

A grande maioria dos medicamentos possui algum grau de interação com outros medicamentos, seja aumentando ou diminuindo seu efeito, por exemplo, e cabe ao médico avaliar se estas interações são significativas ou não no tratamento de um paciente específico, em uma condição clínica específica. De forma prática, o farmacêutico tem o papel de realizar uma avaliação das possíveis interações de todos os medicamentos entre si utilizados pelo paciente, auxiliando o médico na tomada de decisão.

Dependendo do tipo de interação detectada e do contexto do paciente, pode-se fazer necessário o ajuste de dose de algum medicamento, ou até mesmo, em último caso, a sua substituição. Não é incomum também, que ocorram erros no seguimento correto da prescrição médica com pacientes que fazem uso de muitos medicamentos, geralmente prescritos por mais de um médico. Dentre os problemas mais comuns encontrados pelos profissionais farmacêuticos estão o uso de doses e horários incorretos que precisam ser detectados e corrigidos.

A reconciliação farmacêutica é a atividade desenvolvida para este fim. Uma conferência minuciosa das prescrições e o modo como os medicamentos estão sendo utilizados pelo paciente é a maneira mais simples de verificar isso.

Medicamentos salvam vidas, mas é preciso cuidado e atenção com a sua utilização e o farmacêutico é principal profissional envolvido neste processo.

 

Juliano Leipelt
Farmacêutico Oncológico e Mestre em Biotecnologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENDEREÇO

R. Geraldo Pereira, 405
Alto da Bronze, Estrela - RS, 95880-000
(Dentro do hospital de Estrela)

Fone

+55 51 3720.5018

E-mail

contato@cron.med.br

CONTATO

© 2020 CRON - CENTRO REGIONAL DE ONCOLOGIA