Cron - Centro Regional de Oncologia

“O conhecimento salva”

Márcia conta como o esporte lhe ensinou a superar obstáculos e a importância de manter os exames de rotina

 

O acompanhamento médico e os exames de rotina sempre estiveram presentes na vida de Márcia Maria da Silva Costa. Desde pequena, a relações públicas cuida da saúde e sabe da importância de manter a rotina de cuidados. Foi justamente essa atenção com o corpo que a fez descobrir, precocemente, um câncer de mama e encontrar o tratamento ideal.

Natural do Rio de Janeiro, Márcia descobriu a doença em meados de 2013, durante as avaliações anuais. Ao receber o diagnóstico, ela revela ter entendido a importância de valorizar mais a vida. “No momento que o médico falou, percebi que sou mortal. Então, se sou mortal, posso morrer a qualquer hora. Mas não vai ser agora”, relembra.

Praticante de atividades físicas desde os seis anos, Márcia conta que o esporte foi uma das suas inspirações para não desistir. “Aprendi que a gente não pode desistir na primeira derrota, nem na segunda. Precisamos continuar treinando para conseguir a vitória. No meu caso, a vitória é a cura. E hoje estou curada”, comemora.

Do Rio para o Vale

Após finalizar o tratamento, retirar e reconstruir as mamas, a relações públicas deu um novo passo e transformou Lajeado na sua nova residência. Motivada pela filha que já residia na cidade, em 2017, Márcia descobriu no Vale do Taquari o bem-estar e o apoio que precisava para realizar o seu acompanhamento pós-tratamento.

Logo que chegou, foi indicada por uma amiga para integrar a equipe de canoagem “Tchê Rosa” da Associação de Ecologia e Canoagem (AECA). “Eu sempre fui da água, da natação. Devido ao câncer, por um tempo migrei para a luta. Mas agora estou de volta às águas, onde amo estar”.

Para Márcia, assim como o diagnóstico precoce, a prática de atividades físicas é importante para a cura e o tratamento de qualquer doença. Com as devidas orientações médicas é possível levar uma vida mais tranquila e não deixar de se movimentar.

 

CRON Previne

No dia 27 de novembro o Centro Regional de Oncologia (CRON), lançou a campanha CRON Previne, alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Câncer e ao trabalho de conscientização sobre o acompanhamento e monitoramento genético.

Por meio do projeto, o Centro busca “identificar os pacientes que possuem maior risco de desenvolvimento do câncer, ao longo da vida, dadas as características hereditárias da doença”, explica a médica oncologista do CRON, Dra. Camila Dagostim Jeremias.

Na ocasião, a equipe “Tchê Rosa” realizou uma das suas primeiras intervenções no Rio Taquari, com o apoio da equipe de canoagem da AECA. Cerca de 20 canoístas participaram da ação, que levou a mensagem “Prevenção é o melhor tratamento” para as margens do rio.

“As pessoas têm receio de falar sobre o câncer. Mas a ação promovida pelo CRON foi essencial para que possamos reconhecer e identificar os sintomas”, afirma Márcia. “Se você se conhece e já ouviu falar sobre alguma doença, a gente fica mais esperto. O conhecimento salva”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENDEREÇO

R. Geraldo Pereira, 405
Alto da Bronze, Estrela - RS, 95880-000
(Dentro do hospital de Estrela)

Fone

+55 51 3720.5018

E-mail

contato@cron.med.br

CONTATO

© 2021 CRON - CENTRO REGIONAL DE ONCOLOGIA