Cron - Centro Regional de Oncologia

Testes Genéticos: Tecnologia Aplicada no Combate ao Câncer

Exames de DNA identificam mutações, apontam risco de desenvolver tumores e permitem tratamentos mais eficientes

Uma das principais aliadas no combate ao câncer, a tecnologia eleva os índices de remissão, auxilia no diagnóstico precoce e também ajuda a determinar as chances de uma pessoa vir a desenvolver a doença. Os exames de DNA estão entre os avanços mais representativos, pois permitem a adoção de estratégias adequadas às características genéticas de cada pessoa.

Por meio de parceria com o Hospital Albert Einstein, de São Paulo, o Centro de Oncologia – CRON disponibiliza exames genéticos de alta complexidade, capazes de auxiliar na prevenção e no tratamento de tumores. Médico Oncologia e sócio-fundador do CRON, Dr. Hugo Schünemann explica que o câncer se desenvolve por meio de alterações nos genes que compõem o DNA.

Segundo ele, se uma pessoa tem o diagnóstico da doença, é possível coletar uma amostra do tumor para biópsia e, por meio do exame genético, identificar as mutações. “Hoje, existem medicamentos específicos para determinado genes alterados, ampliando a eficácia dos tratamentos.”

A partir da parceria com o Albert Einstein, o CRON coleta o material do paciente, que segue para análise genômica em São Paulo. Os resultados são recebidos em um prazo de uma semana a dez dias. Além de indicar caminhos para o tratamento, os exames genéticos também podem ajudar na prevenção da doença em familiares.

 

Hereditariedade e Prevenção

Schünemann explica que entre 5% e 10% dos casos de câncer são hereditários, ou seja, surgem a partir de um gene que pode ser comum entre pessoas da mesma família. O exame de DNA identifica esses códigos e, a partir disso, é possível definir uma estratégia de prevenção.

Conforme o oncologista, o CRON criou um ambulatório específico para prevenção para familiares de pacientes. Ao identificar outras pessoas na família com o mesmo gene responsável pela doença, os profissionais definem uma estratégia de monitoramento, com exames periódicos.

“A prevenção é um trabalho que não impede a doença, mas caso venha a acontecer, resulta em um tratamento precoce, com muito mais chances de remissão”, reforça. Lembra que essa estratégia é indicada somente nos casos com características hereditárias.

“A grande maioria das doenças se desenvolve por mutações que ocorrem devido aos nossos hábitos ao longo da vida”, alerta. Nestes casos, a prevenção consiste em manter hábitos saudá-veis, como uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos.

 

Saiba Mais

Os exames genéticos para prevenção e tratamento do câncer resultam dos estudos de mapeamento do genoma humano. Iniciados em 1990, o estudo uniu diferentes laboratórios ao redor do mundo para compreender o código genético. O mapeamento foi concluído em 2002, permitindo um grande avanço para a medicina.

Conforme Schünemann, os genes são informações que indicam o funcionamento das células do nosso organismo. Ele compara com os projetos realizados antes de uma construção. “Para construir um edifício é preciso fazer um projeto com planta baixa, projeto estrutural, elétrico, hidráulico e especificações de segurança. O código genético contém as informações da construção do corpo humano.”

Lembra que os estudos do genoma ainda estão em andamento, mas que já é possível perceber características que indicam propensão a determinadas doenças. Segundo o médico, no futuro 70% dos casos de câncer serão tratados por meio da genética.

Arte produzida pelo Estúdio A.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ENDEREÇO

R. Geraldo Pereira, 405
Alto da Bronze, Estrela - RS, 95880-000
(Dentro do hospital de Estrela)

Fone

+55 51 3720.5018

E-mail

contato@cron.med.br

CONTATO

© 2021 CRON - CENTRO REGIONAL DE ONCOLOGIA